NOISE INVADE Redux



O germe do pensamento da recodificação do “ruído” na sua diversidade; o direcionamento conectivo entre linguagens no fluxo sígnico rumo ao fortalecimento de um conceito; e o desejo de ruptura com as ultrapassadas convenções massivas, são fatores determinantes para que nós, artistas representantes da arte sonora, ativemos nossas próprias redes de fomento à estética do Noise, reverberando um ruído coletivo por todo o Brasil. Assim surgiu o projeto NOISE INVADE _ Experimentações Visuais e Sonoras, que teve sua primeira ação em 2013, ocupando um casarão no Centro Histórico de Salvador e, em 2014, cruzou o Atlântico rumo a Portugal acolhido pela Fundação Bienal de Arte de Cerveira e pela Galeria Projecto. Além destas “invasões” pontuais, o NOISE INVADE atua também virtualmente conectando idéias, ações e intercâmbios. O próximo encontro presencial acontecerá dia 22 de setembro de 2018 no Mercadao.CC das 16 às 20h. Acesso: pague quanto puder. 

Artistas participantes: AMANDA ROCHA – AURATA - CHANCKO KARANN - DANIELA STEELE - DOUGLAS SCHMALZ – EDBRASS - HEITOR DANTAS - JUCI REIS - JUNIX 11 - MAY HD - MENDIGOS DO BRÚQLIM - PATRICIA MARTINS.

Saiba mais:
https://projetonoiseinvade.blogspot.com
https://www.facebook.com/noiseinvade/
https://www.instagram.com/noiseinvade/

SERVIÇO 
Ocupação NOISE INVADE Redux 
Dia 22 de setembro, sábado, das 16h às 20h 
Local: Mercadão.CC Rua Guedes Cabral, 20, Rio Vermelho [pague quanto puder] 

Thiago Iacocca em Salvador





Estão abertas as inscrições para o curso Onde o Documentário Começa, ministrado pelo diretor e roteirista Thiago Iacocca entre os dias 17 e 20 de setembro de 2018.As inscrições estão abertas e podem ser feitas no site www.benditas.art.br. A atividade integra a programação dos CURSOS BENDITAS 2018, uma realização da Benditas Projetos Criativos que apresenta um novo pacote de cursos inéditos na Bahia, voltados para a qualificação de profissionais do setor criativo, especialmente do campo audiovisual, em parceria com o SEBRAE-BA e a Faculdade Ruy Barbosa | WYDEN.

O curso Onde o Documentário Começa abordará passo a passo sobre o caminho percorrido para a realização de um projeto de documentário. Navegando pelos elementos necessários ao desenvolvimento de longas e séries, o curso apresenta aos alunos a estrutura criativa que envolve o gênero a partir da experiência do professor Thiago Iacocca e de exemplos do mercado, aprofundando nos pontos essenciais desse processo – da ideia à ilha de edição – e, esclarecendo todas as etapas que formam uma proposta clara, objetiva e viável de um projeto documental. O curso traz também os fundamentos que estruturam o desenvolvimento de um projeto documental: ideia, argumento conceito, escolha de dispositivos, pesquisa de tema, pesquisa de personagens, construção de pautas e roteiros, além de aspectos particulares da linguagem, direção e montagem.

Especializado no gênero documental, Thiago Iacocca é formado em jornalismo pela PUC- SP (2002). Atua no mercado audiovisual desde 2013 como roteirista, pesquisador e diretor. Assina pesquisa e roteiro de séries e longas documentais exibidos e inéditos no cinema e canais de TV como HBO, Arte1, +Globosat, Combate, Futura, Curta! e GloboNews. Em 2017 integrou o Núcleo Criativo da Buriti Filmes, liderado por Laís Bodanzky, onde escreveu seu primeiro longa de ficção. No momento, cria projetos e realiza consultorias para séries e longas documentais e é roteirista do documentário em produção “Retrato de Classe – A vida, as pessoas e as coisas”, dirigido por Gregório Bacic.

Sobre o Curso Benditas 2018 – Realizados pela Benditas Projetos Criativos, os Cursos Benditas  são oportunidades para que empresas e produtoras trabalhem visando a inovação e criatividade nos negócios audiovisuais, através da qualificação de profissionais do setor audiovisual no estado. A edição 2018 dos cursos já trouxe a Salvador o Desvendando a Ancine e o FSA – Novas Regras, ministrado por Vera Zaverucha, e o Planejamento de Produção para Séries de Animação, ministrado por Mariana Brasil.

Sobre a Benditas Projetos Criativos - Empresa voltada à criação, desenvolvimento e produção de projetos e conteúdos que promovam conexões e conhecimentos inovadores e multidisciplinares. Trata-se da união de três mulheres que atuam no campo da cultura há mais de 20 anos - Andrea Gama, administradora e produtora; Sofia Federico, jornalista e cineasta; e Tatti Carvalho, psicóloga e gestora cultural. A empresa tem se destacado na promoção de ações de formação e qualificação no campo da Economia Criativa, especialmente para o setor audiovisual e na criação e produção de conteúdos audiovisuais para cinema e TV.

CURSO BENDITAS 2018 - Onde o Documentário Começa
Com Thiago Iacocca (SP)
Data: De 17 a 20 de setembro de 2018 (segunda-feira à quinta-feira), de 19h às 22h.
Investimento: R$ 520,00 (consulte condições promocionais no site)
Local: Faculdade Ruy Barbosa | Wyden (Rua Theodomiro Baptista, 422 - Rio Vermelho, Salvador/BA)
Telefone: 71 3037-3377 (das 14h às 17h)
Realização: Benditas Projetos Criativos
Parceria: Faculdade Ruy Barbosa | Wyden e SEBRAE - BA
Apoio: Associação de Produtores e Cineastas da Bahia - APC BA // Estação do Drama Laboratório Audiovisual// 2N Audio Visual// Attitude // La Taperia // Rádio Educadora e TVE



Arte e Feminismo | Ocupe a Praça


O Ocupe a Praça preparou para setembro, mês com agenda alusiva ao Dia Internacional de Ação pela Igualdade da Mulher (06/09), Dia Latino-Americano da Imagem da Mulher nos Meios de Comunicação (14/09), Dia da Aprovação da Lei que garante Cotas para Mulheres na Política (29/09), uma edição dedicada ao feminismo, o Ocupe a Praça Chega de Fiu Fiu, que acontece quarta-feira, 12 de setembro de 2018, na Praça General Valadão no marco zero da capital sergipana. 

A programação inicia às 18h com o Liquidifica Diálogos, momento de provocação e reflexão inspiradoras de possibilidades e perspectivas para temas sintonizados com a contemporaneidade aracajuana/brasileira/mundial. Nesse debate, Arte e Feminismo serão abordados transversalmente com condução da artista multimídia Andrea May, da advogada e coordenadora do GT de pesquisa de gênero da Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher da OAB/SE, Bruna Menezes, da professora mestre do Curso de Cinema e Audiovisual da Universidade Federal de Sergipe, Maíra Ezequiel, da coordenadora do projeto da Patrulha Maria da Penha, Vaneide Oliveira, da socióloga e militante do movimento de mulheres em Sergipe, Sissa Carvalho, e mediação da coordenadora geral do NPD, Graziele Ferreira.

O telão do Ocupe exibe o necessário Chega de Fiu Fiu, um documentário lançado no início deste ano, dirigido por Amanda Kamanchek Lemos e Fernanda Frazão que expõe questões como a participação das mulheres nos espaços públicos, marcada por uma série de violências, em especial o assédio sexual, e examina como campanhas e outras dinâmicas criadas por ativistas e movimentos feministas no período de 2014 a 2017 têm modificado relações de poder entre homens e mulheres nas ruas e na internet.

Após sessão única do filme, o público será convidado a conferir pela primeira vez na praça a “RADIOCOLAGEM”, um laboratório de criação sonora e visual coordenado pela artista multimídia Andrea May (BA), que traz em seu currículo diversas realizações no âmbito da Street Art, Art Toy, música eletrônica, incluindo vivências no Canadá e Alemanha. Este projeto tem conceito experimental em formato “rádio ao vivo” e busca promover o encontro de ideias em torno de um tema, que se processa ao longo da performance/instalação coletiva construída a partir da improvisação de conteúdos inéditos gerados por mais nove artistas mulheres de Sergipe, são elas: Damyler Cunha, Diane Veloso, Greice Schneider, Janaína Vasconcelos, Mayra Felix, Glória Costa, Lari Lima, Luna Safira e Paula Barreto.

O “Ocupe a Praça” é coordenado pelo Núcleo de Produção Digital Orlando Vieira, equipamento da Fundação Cultural Cidade de Aracaju (FUNCAJU) da Prefeitura de Aracaju. Está no segundo ano de atuação com mais de 30 edições realizadas, tem entrada franca, sempre com intuito de oferecer mensalmente à população aracajuana uma vida cultural coletiva por meio da ocupação do centro histórico da cidade, sendo palco de programações artístico-culturais, tendo o audiovisual como eixo-central. Tais programações extrapolam fronteiras do entretenimento, ao serem construídas de forma articulada, pautadas por discussões contemporâneas que perpassam pelo desenvolvimento e transformações no setor artístico, social, formação de público para a produção artístico-cultural sergipana, além de despertar o debate sobre direitos humanos.



PROGRAMAÇÃO

18h | Liquidifica Diálogos - Arte e Feminismo 
20h | Exibição do documentário Chega de Fiu Fiu.
21h | Radiocolagem com Andrea May (BA) e convidadas

SERVIÇO
OCUPE A PRAÇA CHEGA DE FIU FIU 
DATA 12.09, quarta
HORÁRIO 18h
LOCAL Praça General Valadão
ENTRADA FRANCA
Núcleo de Produção Digital Orlando Vieira
Centro Cultural de Aracaju - Praça General Valadão, 134, Centro, Aracaju, Sergipe