Gravados em Cor e Luz



Gravados em Cor e Luz é o título da exposição individual de Roberto Galvão, artista plástico cearense, que está completando cinquenta anos de atividades artísticas.

A mostra foi aberta ao público desde 27 de junho sob o patrocínio da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos, no Centro Cultural dos Correios, em Salvador, Bahia.
Lá serão apresentadas 84 xilogravuras (56 x 41 cm cada), produzidas exclusivamente para essa mostra, dentro do tema “Mato Branco”.

Geograficamente, o Estado do Ceará apresenta paisagens naturais diversificadas, que se estendem desde as belas praias do extenso litoral, passando pelas causticantes paisagens áridas da caatinga em acentuado contraste com o verde e com o clima ameno das regiões serranas.

Roberto Galvão, comenta o gravador e mestre de artes visuais Sebastião de Paula, “é um profundo conhecedor destas diferentes realidades e das suas consequências no modo de viver do povo cearense. Além de ser um atento observador dos problemas sociais e por isso um fomentador de mudanças ao meio em que vive, desenvolvendo constantemente projetos educativos e culturais, Roberto é um artista polivalente, que tem produzido obras nas modalidades do desenho, da pintura, da escultura, da litografia, da gravura em metal, da serigrafia e, na atualidade, vem expressando-se com maior intensidade na xilogravura”.
Os resultados da sua mais recente investida no segmento da gravura em madeira poderão ser apreciados na série denominada “Mato branco”. Parte dela, com pintura em tela, além de gravuras e aquarelas, foi apresentada em Fortaleza em 2013. Agora, em 2014, novas produções, únicas e inéditas, todas em xilogravuras, serão apresentadas em Salvador, no Espaço Cultural dos Correios, no Pelourinho.

A curadoria da mostra é do artista e produtor cultural Weaver Lima e a produção de Nilo Albuquerque.

SERVIÇO

Exposição:
Roberto Galvão
Gravados em Cor e Luz
Local:
Centro Cultural Correios
Praça Anchieta esquina com a Rua Inácio Acioli - Pelourinho
Salvador - BA
Informações: (71) 3321-6665
Visitação:
Até 25 de agosto de 2014
seg a sex 10 às 18h; sábado 9 às 13h
Entrada gratuita


LINK: http://www.robertogalvao.com.br 

O Rock por Fernanda Chemale

 
“Retratos Clássicos do Rock Gaúcho”, exposição da fotógrafa Fernanda Chemale, brinda os músicos da cena rock portoalegrense e vem na esteira de uma convivência que perdura desde o final dos anos 80. O interesse surgiu do cotidiano que acompanha o ofício da fotografia de espetáculo. A série é uma ode ao músico gaúcho, patrimônio imaterial da cidade, que faz de Porto Alegre a cena mais rock do Brasil. A exposição tem curadoria de Eduardo Aigner e conta com o auxílio luxuoso de Liége Biasotto.  O trabalho está em processo e vem sendo realizado desde 2012 em encontros casuais com os protagonistas da cena musical de Porto Alegre. Partindo do contraponto do palco e dos trabalhos anteriores da autora, os músicos são fotografados individualmente desprovidos de sua capa de cena, propondo um diálogo particular na busca da identidade desse tal rock gaucho. A série de fotografias teve sua estréia no Paraty em Foco em 2012, foi exibida no 7º FestFotoPoa e Estendal em 2013 e está em 2014, na Semana Rock do Sesc-RS. Conectada ao rock desde o final dos anos 80, Fernanda Chemale reverencia os músicos de sua cidade, Porto Alegre, apresentando retratos que exibem a maturidade e a resistência de artistas que escolhem a expressão da sonoridade como um modo de vida, criando um estilo que representa a música do sul do Brasil. 

O Sentido Performático da Fotografia

"Se a representação humana na fotografia, desde sua invenção, sempre foi parte de uma cerimônia ritual que acompanhou a iconografia do retrato fotográfico, podemos dizer que a fotografia - como primeira arte verdadeiramente popular que alargou a possibilidade do ver-se em imagens - é, por excelência, uma arte performática. A história do rock também passa por um imaginário constituído por imagens fotográficas. O universo do rock e seus protagonistas são homenagens ao tempo presente através da memória do tempo passado e do sentido ritualístico que segue envolvendo este segmento da cultura contemporânea. Como na noção ancestral de festa na qual a musicalidade era elemento indispensável. É possível fazer o som virar imagem? Tal e qual o êxtase de Dali, nas silenciosas fotografias de Fernanda, somos convidados não a ouvir, mas a sentir a musicalidade que circunda os registros, pois estamos num espaço visual de transição. O que é o rock, senão vertigem, êxtase, inquietação, performance?"

Alexandre Santos, Historiador e Critico de Arte


Retratos Clássicos do Rock
Fernanda Chemale
Data: 15/07 a 15/08 (Sábados e Domingos, em dia de Espetáculos, 1 hora antes da programação)
Horário: das 8h às 20h, de segunda a sexta-feira
Local: Café Sesc Centro - Av. Alberto Bins, 665
Entrada Franca

Workshop Retrato Sinônimo Fotografia é dirigido à um público heterogêneo transmitindo informações a respeito do tema retrato no rock, associando-o a elementos da linguagem fotográfica e aos recursos que cada um dispõe em sua bagagem individual.
Ministrante: Fernanda Chemale
Data: 15/07
Horário: 19h - Duração: 2h
Local: Teatro do Sesc Centro - Alberto Bins, 665
Entrada Franca mediante inscrição através do e-mail: culturacentro@sesc-rs.com.br